Confissões de um Massoterapeuta Tântrico

1

Posted on 15 de julho de 2011 by

Sou apaixonado pelo meu trabalho. É uma honra. Sempre me contam dos inúmeros desafios (externos e internos), para estarem ali, para ligarem e marcarem uma sessão. A confiança que depositam em mim é pequena frente à confiança que tiveram em si mesmas. Adoro ver, sentir e participar da libertação de um corpo voltando a vibrar e a viver, um coração batendo, um sorriso de êxtase.

Não é só o corpo massageado nessa técnica, mas o ser mulher, a alma feminina. Usei essa técnica em inúmeras mulheres e é sempre uma percepção e sensação diferente, mesmo para aquelas que retornam.

Às vezes a massoterapia trazia alguma sensação ou emoção dolorosa ou mal-resolvida, mas sempre foi logo transcendida.

Nessa abordagem e no Tantra a dor é assimilada pelo caminho do prazer. Algumas mulheres tiveram sensações de quando eram tocadas enquanto bebês. Sentiam o mesmo toque, o mesmo carinho e amor. Outras sentiam “coisas”, como dizem geralmente, se resolvendo, magoas sumindo, ressentimentos se esvaindo.

E têm as que se sentem mais mulheres, femininas, mais belas e radiantes, mais dispostas e revigoradas, essas desabrocham, se abrem a si mesmas, a seus sentimentos, desejos e anseios, se abrem a sua própria vida. Às vezes me sinto um jardineiro vendo uma flor nascer e crescer, desabrochando em toda sua plenitude (perdoem a suposta linguagem poética), mas sempre me emociono de fazer parte desses momentos de pessoas tão maravilhosas, essa massagem é poesia em movimento.

Esse trabalho é especialmente indicado para as mulheres de hoje, que em geral são massacradas em sua personalidade através de preconceitos, proibições, desigualdades, excesso de responsabilidades, que tem de ser cada dia mais duras, mais masculinas. Seres tão especiais que perderam seu lado sensível, emocional, instintivo, selvagem e, que junto ao par oposto, pode complementar-se e liberar a fêmea aprisionada na jaula do corpo encouraçado.

Pashupati

Psicólogo formado pela Universidade Federal do Espírito Santo e Psicoterapeuta Corporal Reichiano e Neo-Reichiano. Terapeuta Tântrico certificado em Yoni Massagem, Massagem Tântrica Sensitive, Massagem Tântrica Êxtase Total e G-Spot – método Deva Nishok. Coordenador das Noites de Kali, Cursos de Massagens Tântricas, Pulsação Tântrica e demais Vivências Tântricas. Possui também formação em Renascimento e Terapias Integradas de Respiração. Desde 2007 participa ativamente dos grupos de Tantra do Centro Metamorfose.

Contatos:
E-mail: pashupatitantra@gmail.com
(11) 9279.8977
www.centrometamorfose.com.br
www.alemdapsicologia.com

Categories: Sem categoria

Pashupati

Psicólogo formado pela Universidade Federal do Espírito Santo e Psicoterapeuta Corporal Reichiano e Neo-Reichiano. Terapeuta Tântrico certificado em Yoni Massagem, Massagem Tântrica Sensitive, Massagem Tântrica Êxtase Total e G-Spot – método Deva Nishok. Coordenador das Noites de Kali, Cursos de Massagens Tântricas, Pulsação Tântrica e demais Vivências Tântricas. Possui também formação em Renascimento e Terapias Integradas de Respiração. E desde 2007 participando ativamente dos grupos de Tantra do Centro Metamorfose.

Response to Confissões de um Massoterapeuta Tântrico

  1. Eliana

    Adoro td q diz respeito a massagem, sou louca por massagens, seja ela qual for.Gostaria de saber mais a respeito e sew possivél um curso. Vc pode me ajudar?
    Agradeço desde já.
    Eliana

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>